Cores da Liturgia

 

Tudo é simbolicamente falante na liturgia. Assim também as cores que são usadas nos arranjos, nas toalhas e paramentos, não são mera coincidência, mas querem expressar sentimentos e atitudes referentes à celebração do dia.

Normalmente estão relacionadas aos tempos (momentos) fortes da vida cristã ao longo de todo ano litúrgico (no qual celebramos a presença de Cristo).

As cores litúrgicas que estão em uso na Igreja são:

ROXO, ROSA, BRANCO, VERDE, VERMELHO e DOURADO.

Vejamos em qual tempo litúrgico é usado e qual o seu sentido:


ROXO:

É usado no Tempo do Advento e no Tempo Quaresmal.

O Roxo no Advento : O roxo no advento não significa penitência, mas um recolhimento, uma purificação da vida pela justiça e pela verdade, preparando os caminhos do Senhor.

O roxo vem acompanhado do sentido de um recolhimento que alimenta uma esperança.

O Roxo na Quaresma: Aqui o roxo se refere a uma profunda interiorização num tempo forte de penitência e conversão, de jejum e oração.

É também uma espera por um grande acontecimento, que nos convoca a uma preparação adequada.

 

ROSA:

É usado no Tempo do Advento.

Em alguns lugares já se usa o rosa no Advento querendo realçar o sentido mais suave deste recolhimento.

Ele é usado também no 4º Domingo da Quaresma, chamado de Domingo Laetare (da alegria).

 

BRANCO:

É usado no Natal, na Páscoa, nas Festas de Nossa Senhora e dos Santos que não foram mártires.

É a cor da pureza, da alegria.

É usado nos grandes momentos de festa celebrados pela Igreja.

 

VERDE:

É usado no Tempo Comum.

Cerca de 34 semanas formam o Tempo Comum do Ano Litúrgico, sempre começando com o Domingo.

Ele é interrompido pelo Ciclo do Natal e pelo Ciclo da Páscoa, ficando assim dividido em duas partes.

É tempo de ouvir, de acolher, de conhecer e de seguir Jesus. O verde é a cor da esperança.

 

VERMELHO:

É usado nas festas de Pentecostes, do Sagrado Coração de Jesus e dos Santos Mártires (mortos por causa da fé).

É a cor que lembra o fogo do Espírito santo e o sangue dos mártires.

É a cor que recorda um amor tão profundo que conduz à doação da própria vida.

 

DOURADO:

É usado nas grandes solenidades do Ano Litúrgico como Páscoa, Natal, Ordenações...

Pouco usado hoje em dia.

É a cor das grandes solenidades e grandes festas litúrgicas.

Em muitos casos substitui as demais cores, assim como o branco.

 

As diferentes cores das vestes litúrgicas visam manifestar externamente o caráter dos mistérios celebrados, e também a consciência de uma vida cristã que progride com o desenrolar do ano litúrgico. No princípio havia uma certa preferência pelo branco. Não existiam ainda as chamadas "cores litúrgicas".

Estas cores foram fixadas em Roma no século XII. Em pouco tempo os cristãos do mundo inteiro aderiram a este costume.

 

Em breve, iremos abordar sobre o ANO LITÚRGICO, sua divisão e seu sentido para a Liturgia da Igreja. Não percam!

Fraterno abraço na PAZ e no BEM!
Ministro Adriano

 

<< Voltar